Com reforma na Comcap, Prefeitura economiza quase R$ 2mi em 3 meses

Desde o dia 2 de fevereiro de 2021 a região continental passou a ter a coleta de lixo convencional realizada por uma empresa contratada pela Prefeitura de Florianópolis. Em três meses de atuação, foram economizados R$ 1 milhão e 980 mil em relação à coleta da Comcap. O custo mensal para a empresa terceirizada realizar a coleta é de R$ 450 mil, enquanto a coleta da autarquia custava na mesma área mensalmente R$ 1 milhão e 110 mil. Este valor equivale a 60,5% de economia, sem contar a contenção do crescimento geométrico da folha da autarquia antes da reforma.

Com a economia gerada desde fevereiro, a Prefeitura irá destinar os recursos para a instalação de mais quatro Ecopontos na cidade. Os processos de implantação já estão sendo elaborados e eles serão colocados nos bairros Tapera, Costeira do Pirajubaé, Rio Vermelho e Lagoa da Conceição. Atualmente, a Capital conta com cinco Ecopontos, localizados no Monte Cristo, Capoeiras, Itacorubi, Canasvieiras e Morro das Pedras.

A empresa contratada para realizar a coleta no Continente é responsável apenas pelos resíduos convencionais (rejeito). Os demais serviços como coleta seletiva, coleta de vidro e gestão dos Ecopontos na área continental permanecem sendo executados pela Prefeitura de Florianópolis, através da Secretaria do Meio Ambiente. O município vai continuar usando a mão de obra qualificada e expertise da Comcap para expandir novos projetos sustentáveis.

De acordo com o secretário Municipal de Meio Ambiente, Fábio Braga, “a iniciativa de instalar mais Ecopontos na cidade resultará em um maior benefício para o meio ambiente, pois os locais são importantes ferramentas para auxiliar o município na gestão de resíduos, aumentar o desvio do aterro sanitário e educar a população para uma maior consciência em relação ao descarte de lixo”.

Fonte: Prefeitura de Florianópolis

Post Relacionados